Imprimir

Falecimento de Matthew Lipman - 1923-2010

 

Deixe sua mensagem comentando a obra de Lipman - Clique aqui

 

Artigos relacionados:

(clique no título para ler o artigo)

Filosofia para Crianças - Darcisio Muraro

Filosofia para Crianças - Educação para o Pensar - Marcos Lorieri

Materiais do Programa Filosofia para Crianças - Novelas Filosóficas

 

lipman_3.jpg
O Prof. Dr. Matthew Lipman, criador do movimento de Filosofia para Crianças e professor emérito da Montclair State University, faleceu em 26 dezembro de 2010 em sua residência na Green Hill Retirement Community em West Orange, Nova Jersey.
 
Lipman nasceu 24 de agosto de 1923 em Vineland, Nova Jersey. Ele serviu na infantaria dos EUA de 1943-1946 na França e na Alemanha, e foi premiado com duas estrelas de bronze durante a Segunda Guerra Mundial. Suas experiências ajudando a libertar os campos de concentração na Alemanha são narradas em sua autobiografia, A Life Teaching Thinking.
Lipman__Sharp_e_Catherine.jpg
Lipman estudou em Stanford, Columbia, na Sorbonne, em Paris e na Universidade de Áustria, obtendo seu Ph.D. em Filosofia pela Universidade de Columbia em 1954. Sua tese, depois publicada como What Happens in Art (1967) valeu-se da obra de John Dewey, com quem Lipman conversou, e que elogiou o trabalho. Lipman se tornou um professor de Filosofia na Universidade de Columbia e presidente do Departamento Geral de Educação na Universidade de Columbia em 1950 e 1960, período durante o qual ele também lecionou no Sarah Lawrence College e no City College de Nova York.
As experiências de Lipman no ensino de filosofia para os estudantes universitários e estudantes de educação de adultos, e o fato de ter testemunhado a turbulência política que ocorreu nos campi universitários de todo o país na década de 1960 o convenceram de que aprender a pensar criticamente, inquirir sobre questões filosóficas e formar julgamentos razoáveis devem começar muito mais cedo na formação dos estudantes. Em 1969, com o apoio do National Endowment for the Humanities, começou a escrever sua primeira novela filosófica para crianças, Harry Stottlemeier Discovery (traduzido no Brasil por A descoberta de Ari dos Telles), que foi testada em escolas públicas em Montclair, Nova Jersey. Em 1972, Lipman deixou a Universidade de Columbia para ir para a Montclair State College para desenvolver suas idéias sobre o que veio a ser conhecido como "Filosofia para Crianças". Em 1974, ele fundou o Institute for the Advancement of Philosophy for Children (IAPC) (Instituto para o Avanço da Filosofia para Crianças), com a co-fundadora Ann Margaret Sharp, e nas três décadas seguintes Lipman tornou-se um líder nacional e mundial no campo do pensamento crítico na área da filosofia pré-universitária e da reforma educacional.
20091014_matthew_lipman.jpg
Filosofia para Crianças se tornou o movimento em nível nacional, com workshops organizados em cada estado, através da difusão da Rede Nacional do Departamento de Educação. O movimento também se espalhou pelo mundo, com as organizações locais e nacionais em mais de quarenta países e associações regionais na Europa, América Latina e Austrália. O programa de Lipman (currículo das novelas filosóficas) foi traduzido para dezenas de idiomas e, em 1985 foi fundado o International Council for Philosophical Inquiry with Children (ICPIC) (Conselho Internacional para a Investigação Filosófica com Crianças) em Copenhagen.
A carreira acadêmica Lipman envolve cursos de formação em filosofia e educação, escrita do primeiro currículo sistemático do mundo de filosofia pré-universitária, a criação de programas de mestrado e doutorado em Filosofia para Crianças, a realização de pesquisa empírica sobre o pensamento das crianças e sobre a investigação filosófica, fundação da revista Thinking, a realização de conferências e workshops de desenvolvimento profissional, aquisição de bolsas de pesquisa, e a escrita de dezenas de livros e artigos científicos.
LipmanMendham1999.jpg
Lipman aposentou-se da Montclair State, em 2001, mas manteve-se um estudioso ativo, publicando inúmeros artigos e entrevistas, e escrever a sua autobiografia, que foi publicado em 2008.
 
Em 1952,  Lipman casou-se com Wynona Moore (1932-1999), a primeira mulher Africana-americana a ser eleita para o Senado de New Jersey (1971) e membro mais antigo do Senado no momento da sua morte em 1999. O Lipmans teve dois filhos, Will, que morreu em 1984, e Karen, que vive na Geórgia. Em 1974, casou com Theresa Smith, que faleceu em 2006.

 

Mensagem enviada por Joe Oyler para as listas P4C Global ; P4C Local ; P4C US
Joe Oyler
Programs Coordinator
Institute for the Advancement
of Philosophy for Children
www.montclair.edu/iapc
Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.